O que é o NFCe (Cupom Fiscal Eletrônico)

By 8 de abril de 2016Empreendedorismo

Em busca de oferecer melhorias e uma fiscalização ainda mais efetiva das transações comerciais, as instituições governamentais trazem sempre novidades no que diz respeito a emissão de notas fiscais e outros recursos necessários para o controle e organização. Uma novidade que surgiu foi a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, ou NFCe.
Para saber mais sobre a NFC-e e o quanto ela pode impactar nos processos da sua empresa, acompanhe o nosso post especial e tire as suas dúvidas à respeito.

O que é NFC-e?

A Nota Fiscal de Consumidor eletrônica consiste em uma nova modalidade de nota fiscal que irá substituir as notas fiscais de venda ao consumidor (modelo 2) e também os mais conhecidos cupons fiscais. O objetivo é aprimorar a fiscalização pelos órgãos governamentais competentes e melhorar a segurança das transações comerciais executadas diariamente.
Diferentemente do cupom fiscal como conhecemos, ela não precisa ser impressa, pois todos os dados são armazenados eletronicamente, podendo ser consultada pelos consumidores via internet, caso eles precisem. Ela traz vantagens para os consumidores, para os empresários, para os contadores e para os órgãos de fiscalização.

Vantagens da NFC-e

  • Maior segurança nas transações comerciais;
  • Redução com gastos de papel nas transações;
  • Pode ser impressa em qualquer impressora, exceto as fiscais;
  • Transmissão de dados em tempo real;
  • Total integração entre os dados de venda;
  • A consulta às notas fiscais pode ser efetuada a qualquer momento;
  • Uso de novas tecnologias, como o smartphone.

A NFCe é obrigatória?

A NFC-e ainda não é obrigatória em todas as unidades da federação. Porém, em alguns estados ela já está em vigência desde o início de 2014. Porém, a partir de julho de 2016 ela já será obrigatória para todo o país e você precisa se adequar a essa nova realidade. A nova modalidade de NFC-e não será obrigatória para os microempreendedores individuais (MEI). Pelo menos, não neste primeiro momento.

Quais são os requisitos para a emissão da NFC-e?

Para que você possa emitir a NFC-e, você precisa fazer um cadastro na secretaria da fazenda de sua região para executar os procedimentos necessários. Você pode também, pedir um apoio ao seu contador ou empresa contábil para que os procedimentos possam ser executados da maneira mais correta possível. Já adiantamos a necessidade de um certificado digital, que deve ser obtido para a emissão das NFC-e. Além disso, é preciso que você adquira o software emissor da NFC-e para a sua empresa.

QR code na NFC-e

Uma super novidade das NFC-e, além do apelo ecológico de utilizar menos papel, é a integração com as tecnologias que utilizamos no nosso dia a dia, como smartphone e internet. Por meio dos QR codes é possível consultar as transações executadas pelo consumidor no estabelecimento além de todas as notas fiscais emitidas naquele período ao consumidor. Para as entidades governamentais, o QR code permite que as transações executadas sejam menos passíveis de fraude.

Agora que você já sabe um pouco sobre a NFC-e, vale a pena procurar mais informações especialmente sobre as especificações fiscais e contábeis dessa nova modalidade e como isso irá impactar nos seus processos empresariais. E aqui na JA Automação você encontra tudo o que você precisa para implementar o sistema de emissão de NFC-e na sua empresa. Não deixe para se regularizar na última hora. Conte conosco!

Posts Relacionados

Leave a Reply